CONECTAR COM TENDÊNCIAS

PODEROSAS

%

da produção de petróleo em Angola é apoiada através da SONILS.

A ORGANIZAÇÃO

O conceito de um Centro Logístico de Serviços Integrados encontra-se desenvolvido por todo o mundo onde há actividade petrolífera, oferecendo uma série completa de serviços para a Indústria de Petróleo e Gás da região onde se encontra, fornecendo a cada empresa instalações e áreas dedicadas para a gestão e operação das suas actividades logísticas capazes de suportar os crescentes desenvolvimentos offshore. Actualmente, o Centro Logístico de Serviços Integrados SONILS é completamente auto-suficiente no que respeita a electricidade, água, comunicações, instalações de restauração, transportes, entre outros.

No caso de Angola, e mais especificamente Luanda, a SONILS foi inicialmente criada para desenvolver a Base Logística de Luanda como operadora da concessão entre a Sonangol E.P. e a Empresa Portuária de Luanda E.P., porém, rapidamente se transformou num projecto muito mais ambicioso, com o desenvolvimento de um completo Centro Logístico de Serviços Integrados.

A Decisão Estratégica

Em Fevereiro de 1993, o Conselho de Administração da SONANGOL E.P. realizou um estudo de viabilidade para o desenvolvimento, em Luanda, de um Centro Logístico de Serviços Integrados de apoio à Indústria Petrolífera como alternativa às bases do Soyo e Point Noire, situada na República do Congo. Em 1995, com a visão e filosofia de ajudar e melhorar a logística diária global entregue à Indústria de Petróleo e Gás da região, num ambiente particularmente difícil, a SONILS inaugurou então o Centro Logístico de Serviços Integrados, passando a cooperar com a maioria das empresas que actuam no sector de Petróleo e Gás que operam em Angola.

POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO

Para o Estado Angolano, o legado da SONILS representa um significativo investimento nas infra-estruturas de Angola, criando oportunidades de emprego, transferência de conhecimento e tecnologia, sendo que 99% dos seus colaboradores são nacionais. Este investimento e posicionamento estratégico proporcionam um maior incentivo ao investimento na Indústria Petrolífera, facilitando e flexibilizando as operações neste sector.

Dentro da indústria petrolífera, a SONILS é flexível e adaptada a todos os serviços logísticos, tornando as suas operações mais eficientes e economicamente favoráveis. A sua infra-estrutura integrada é capaz de fornecer rede de comunicações, transporte, energia, abastecimento de água, restauração, de forma autónoma e partilhada aos seus clientes, o que nesta indústria representa uma vantagem logística.

A parceria com a Sonangol permite à SONILS prestar assistência em projectos especializados de Consultoria, como a replicação do modelo do Centro Logístico de Serviços Integrados noutros países (São Tomé, Cuba, etc.). Exemplo das vantagens desta parceria são o terminal de contentores – Gabinete Reconstrução Nacional (GRN); o ponto de atracagem para descarga de combustível e a infra-estrutura de geradores em plataforma flutuante.

POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO

Para o Estado Angolano, o legado da SONILS representa um significativo investimento nas infra-estruturas de Angola, criando oportunidades de emprego, transferência de conhecimento e tecnologia, sendo que 99% dos seus colaboradores são nacionais. Este investimento e posicionamento estratégico proporcionam um maior incentivo ao investimento na Indústria Petrolífera, facilitando e flexibilizando as operações neste sector.

Dentro da indústria petrolífera, a SONILS é flexível e adaptada a todos os serviços logísticos, tornando as suas operações mais eficientes e economicamente favoráveis. A sua infra-estrutura integrada é capaz de fornecer rede de comunicações, transporte, energia, abastecimento de água, restauração, de forma autónoma e partilhada aos seus clientes, o que nesta indústria representa uma vantagem logística.

A parceria com a Sonangol permite à SONILS prestar assistência em projectos especializados de Consultoria, como a replicação do modelo do Centro Logístico de Serviços Integrados noutros países (São Tomé, Cuba, etc.). Exemplo das vantagens desta parceria são o terminal de contentores – Gabinete Reconstrução Nacional (GRN); o ponto de atracagem para descarga de combustível e a infra-estrutura de geradores em plataforma flutuante.